sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Tatuagem em Pele Negra

 
Definida por combinações de genes bem específicos, a cor da pele é uma característica genética que influencia diretamente o resultado de cada tatuagem. As peles negras, em especial, possuem uma série de aspectos que merece, e muito, ser levada em consideração na hora de escolher um desenho e um tatuador que façam, desde o projeto do rabisco, uma tatuagem de respeito.


Características da pele negra
As nuances mais escuras de pele – que variam de mulatas a extremamente negras – possuem uma maior capacidade de proteção natural e estão menos propensas aos efeitos nocivos dos raios UV. Apesar disso, peles negras exigem proteção diária com filtros solares a fim de prevenir a formação de manchas e, no caso dos tatuados, para preservar a qualidade da tatuagem.

Ao contrário das peles claras, as peles escuras são mais propensas a manchas por possuírem um alto nível de melanina em sua composição – o pigmento responsável pelos tons de pele, que confere características bem particulares à pele negra. Eis o motivo pelo qual, por exemplo, alguns ferimentos e cicatrizes ficam com marcas mais escuras ao redor em pessoas de pele negra. Além disso, as peles negras possuem um maior número de glândulas sudoríparas – responsáveis pela transpiração – e são, por isso, mais oleosas que as peles claras em geral e mais propensas a acnes e a pequenas lesões inflamatórias nos poros. Em compensação, são mais resistentes e mantêm mais facilmente a hidratação e a “aparência jovem”.

Melanina vs Tatuagem
A cor da pele sempre influencia, por mínimo que seja, no resultado final da tatuagem. Isso porque todas as peles, com exceção da pele de pessoas albinas, possuem ao menos uma pequena quantidade de melanina em sua composição.
Durante as agulhadas de uma sessão de tatuagem, a tinta é aplicada a cerca de um milímetro de profundidade e permanece em uma camada interior da pele chamada derme. Este é um dos motivos para a tatuagem não sair da pele. E é justamente a derme, ou melhor, a quantidade de melanina existente na derme, que determina o resultado da cor da tatuagem e o quanto ela irá escurecer. Ou seja, a melanina é a responsável pela variação de cor resultante da aplicação de uma mesma tinta em diferentes tons de pele. Junto a isso, é preciso lembrar que a epiderme – a camada acima da derme – e a pele visível também possuem melanina e estão localizadas “acima” da tinta. No caso de peles negras, portanto, ambas formam uma camada escura que “silencia” e escurece ainda mais o resultado visível das cores utilizadas na tatuagem.

A escolha do tatuador
Não existem tintas especiais para tatuar em peles negras. Os pigmentos são sempre os mesmos, indiferente do tom de pele da pessoa tatuada. De fato, a tatuagem se destaca mais e cicatriza com cores mais vivas quando feita em peles claras. Apesar disso, a utilização de certas técnicas diferenciadas pode amenizar a diferença.
É essencial procurar um tatuador com conhecimento e experiência nas técnicas adequadas para tatuar peles negras. Cada tom de pele possui variações que, quando não são levadas em consideração, podem prejudicar, e muito, o resultado final. A importância de um tatuador experiente vai desde o auxílio na escolha do desenho e das cores adequadas, até a preparação dos tons, o método de aplicação dos pigmentos e a profundidade de perfuração – fatores que podem causar variações no processo de cicatrização e até mesmo alterar e prejudicar definitivamente a constituição da pele.
Em peles negras especificamente, técnicas como deixar a agulha em um ponto da pele por um tempo prolongado ou fazer movimentos repetitivos na mesma área, por exemplo, são perigosas graças à alta concentração de melanina em sua composição, podendo prejudicar a pele e provocar cicatrizes, queloides e manchas.

Escolha de cores e desenhos
Em peles escuras, a escolha das cores e do desenho deve ser feita de forma cuidadosa e consciente. É muito comum as pessoas se equivocarem, achando que o uso da cor branca é o mais adequado. Lembre-se sempre que as cores aplicadas serão escurecidas ao entrar em contato com a melanina da derme e “silenciadas” pela camada da epiderme e da pele visível que se encontra entre a tinta e a tatuagem que se pode ver. Temos como a cor mais indicada para peles negras, portanto, o preto.
Apesar da importância de seguir as orientações de um tatuador experiente, baseadas em uma avaliação de seu tom de pele, vale saber que pessoas com um tom de pele escuro podem sim utilizar cores em suas tatuagens, mas devem optar por cores mais intensas e vivas, bem como por tonalidades fortes.
Outro cuidado importante é em relação ao desenho. No caso de peles negras, deve-se lembrar de uma regra: o contraste. Traços grossos se destacam. Traços finos possuem a tendência de “se misturar” ao pigmento natural da pele e se perder. Além disso, a nitidez e o contraste do desenho muitas vezes é diretamente proporcional ao tamanho da tatuagem. Tatuagens pequenas tendem a “fundir” com a pigmentação da própria pele, correndo o risco de acabar parecendo mais com uma mancha de tinta do que com um desenho.

Cores x Tons de pele
As peles de tons escuros podem ser separadas genericamente em três categorias, de acordo com o comportamento dos pigmentos em sua composição. Abaixo, separamos algumas dicas de acordo com cada tom de pele, mas lembramos que é extremamente importante a opinião e o auxílio de um tatuador experiente na hora de escolher as cores de sua tatuagem.

Pele Mulata Clara
A cor aparece bem mais que nos demais tons escuros de pele. Apesar disso, é bom evitar a cor roxa e o azul. Essas duas cores, quando expostas ao sol, tendem a escurecer para um cinza chumbo. Caso a utilização de roxo ou de azul seja fundamental para a tatuagem, dê preferência para os tons mais claros.

Pele Mulata
Opte por desenhos em preto e branco com o uso de sombreados. Em peles mulatas, é possível alcançar ótimos contrastes de sombra e brilho somente com a utilização do sombreado. Se as cores forem necessárias, escolha tons claros como amarelo e laranja.

Pele Negra
Opte por tatuagens feitas somente em preto. Outras cores ficarão confusas, apagadas e podem “embaçar” a longo prazo.
Tendo em mente essas noções básicas, é só procurar um bom tatuador e, seja qual for o seu tom de pele, tatuar sem medo de entrar para a categoria dos rabiscados.